Vaza fotos íntimas de Marcela Temer e Hacker pegar 5 anos de prisão


Hacker condenado por chantagear primeira-dama disse ter áudio que jogaria nome de Temer ‘na lama’

Réu está preso desde maio após chantagear família do presidente Michel Temer para não vazar os conteúdos roubados do celular da primeira-dama.
Vazar
O hacker Silvonei José de Jesus Souza foi condenado a cinco anos, dez meses e 25 dias de prisão em regime fechado por invadir o smartphone da primeira-dama Marcela Temer.

Ele foi condenado pelos crimes de estelionato e extorsão por ter clonado o celular de Marcela e depois ter exigido dinheiro para não fazer fotos e áudios íntimos da esposa do atual presidente Michel Temer – a família chegou a pagar 15 mil reais para o hacker, que acabou preso em 11 de maio deste ano após exigir mais dinheiro.

Além do tempo de prisão, o réu também terá de pagar uma multa, segundo a sentença proferida pela juíza Eliana Cassoles Tosi de Mello, da 30ª Vara Criminal da Capital.

O processo contra o réu foi aberto em abril depois que o ex-secretário de Segurança Pública de SP e atual Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, foi oficialmente informado sobre o crime.

Vale destacar que Souza já foi processado por estelionato em 2012, mas acabou absolvido no ano seguinte.


Like it? Share with your friends!

COMENTÁRIOS DO FACEBOOK