Sarahah: O aplicativo da discórdia saiba onde baixar


Aplicativo Sarahah ultrapassa redes sociais famosas ao oferecer mensagens anônimas

Sarahah Calma gente, não é SARAVÁ! Mas pode deixar muita gente querendo mandar alguém para bem longe ou pedir proteção. O aplicativo “Sarahah” é uma nova rede social que virou febre nos Estados Unidos tendo um estilo bem polêmico: os usuários podem entrar no seu perfil para enviar feedbacks de forma anônima. OU SEJA, não precisa ficar nem criando fake para xingar ou mandar aquela mensagem “quero te pegar mas você namora”.

 

O app diz que a ideia é que as “críticas tenham impacto positivo, fazendo com que as pessoas saibam em que aspecto podem melhorar em suas relações com familiares e amigos“. OI? A gente já não paga analista para opinar na nossa vida? Se você ficou curioso ou quer experimentar para saber o que vão falar de você… Vamos dar um bizu:

Como funciona?

O Sarahah – que em Árabe significa “franqueza” – funciona de forma bem simples. Você cria uma conta usando apenas um e-mail válido e um nome de usuário e logo será redirecionado para seu perfil. Nessa página, é possível ver mensagens recebidas e enviadas, além do link da sua conta.

Privacidade

O app tem um espaço de busca e você pode digitar nomes para pesquisar. Mas, não há um filtro para encontrar amigos de outras redes sociais. Caso você queira ficar só de olho sem aparecer nas pesquisas do app, é possível desativar essa opção nas configurações. Desse modo, apenas quem tem o link do seu perfil pode te dar “feedback” anônimo.

BLOCK SIM!

Você pode bloquear mensagens sem noção mas nunca saberá quem mandou. Por exemplo, a versão web do Sarahah permite mandar recados sem estar registrado no serviço. OMG! A pessoa nem precisa deixar nada seu no banco de dados da empresa. Para bloquear os haters, basta tocar sobre um botão para banir a pessoa e impedir que ela comente de novo. Só que ela pode voltar na versão web – sem registro. VIXI!

A “novidade” faz vibes com o antigo aplicativo Secret, que também permitia postagens anônimas e foi encerrado após ser usado para a prática de cyberbullying, além de ofensas criminosas e pornografia.


Like it? Share with your friends!

0
1 share