Homem mata 2 com faca em ataque no sul da França

PARIS (AP) – Um homem que empunhava uma faca atacou moradores de uma cidade francesa enquanto eles se aventuravam a fazer compras em meio a um bloqueio por coronavírus no sábado, matando duas pessoas e ferindo outras oito, disseram autoridades.

A polícia prendeu o agressor mais próximo, disse o ministro do Interior da França, Christophe Castaner, agradecendo aos lojistas por sua ajuda. Castaner disse que as autoridades estão estudando se qualificar o ataque na cidade de Romans-sur-Isere como um ato de terrorismo.

Embora sejam necessárias mais investigações, “parece que todos os riscos foram neutralizados” por causa de uma rápida intervenção policial, disse Castaner a repórteres no local ao sul da cidade de Lyon. Duas pessoas foram mortas e oito ficaram feridas, disse ele. A mídia francesa informou que três estavam em estado crítico. A promotoria antiterrorista da França disse à Associated Press que o ataque ocorreu às 11 horas em uma rua comercial.

Os promotores não identificaram o suspeito. Eles disseram que ele não tinha documentos de identificação, mas afirmou ser sudanês e ter nascido em 1987. O gabinete do promotor não confirmou relatos de que o homem havia gritado “Allahu akbar” (Deus é ótimo) ao realizar o ataque.

O escritório disse que está avaliando se o ataque foi motivado pelo terrorismo, mas que não iniciou nenhum processo formal para tratá-lo como tal. Cerca de 100 policiais e 45 bombeiros estiveram envolvidos na operação e na segurança da área, disse Castaner.

Como o resto da França, os moradores da cidade estão presos por coronavírus. As vítimas realizavam suas compras de fim de semana na rua que tem padarias e mercearias, informou o escritório. O distanciamento de dois metros está sendo incentivado, como no resto do país. A mídia informou que o homem da faca atacou primeiro um morador romeno que havia acabado de sair de casa para sua caminhada diária – cortando a garganta na frente de sua namorada e filho.

Depois disso, eles relataram que o agressor entrou em uma tabacaria, esfaqueou a tabacaria e dois clientes e depois entrou no açougue local. Ele pegou outra faca e atacou um cliente com a ponta abrupta antes de entrar em um supermercado.

Alguns compradores se refugiaram em uma padaria próxima.

Houve vários ataques com facas na França nos últimos meses. Em janeiro, a polícia francesa atirou e feriu um homem em Metz que estava agitando uma faca e gritando “Allahu akbar”. Dois dias antes, outro homem foi morto a tiros pela polícia depois que esfaqueou uma pessoa fatalmente e feriu outras duas no subúrbio de Paris. Não está claro se o suspeito no ataque de sábado teve problemas psicológicos ou alguma ligação ao extremismo. Analistas dizem que alguns grupos extremistas vêem a revolta da pandemia de vírus como uma oportunidade de conquistar mais apoiadores.

___

Angela Charlton em Paris contribuiu.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *