Fak News ataca Bolsonaro ao dizer que iria metralhar a Rocinha


Boato – Durante um evento com empresários, o deputado federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSC-RJ) disse que vai metralhar a favela da Rocinha (no Rio de Janeiro) para acabar com a criminalidade no local.

Como já foi dito diversas vezes por aqui, o ano de 2018 promete ser agitado no mundo da boataria. Já em fevereiro estamos com algumas mostras de que tudo (absolutamente tudo) será utilizado para convencer a opinião pública de que A é melhor que B (ou que B é melhor do que A). No momento, a “arma” mais potente que está sendo utilizada na web é uma fala atribuída ao deputado federal e pré-candidato Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

No último domingo, 11 de fevereiro, uma nota do jornal O Globo apontava que Bolsonaro teria dado uma “solução” para o problema da violência na Rocinha: metralhar a favela inteira. De acordo com as informações veiculadas em uma coluna do jornal, ele teria dado a declaração durante uma palestra para empresários promovida pelo banco BTG Pactual, no dia 6 de fevereiro.

A nota dizia o seguinte: “A uma plateia de mil executivos do mercado financeiro, Bolsonaro disse que mandaria um helicóptero derramar milhares de folhetos sobre a favela, avisando que daria um prazo de seis horas para os bandidos se entregarem. Findo este tempo, se a bandidagem continuasse escondida, metralharia a Rocinha”.

Leia a publicação completa na imagem abaixo: Reprodução da nota que diz que Bolsonaro vai metralhar a Rocinha.

Bolsonaro

Jair Bolsonaro diz que vai metralhar favela da Rocinha se for eleito?

A história circulou muito na internet e, claro, diversos políticos e sites mais contrários a ele aproveitaram para lançar “dúzias” de críticas contra o político. Mas será mesmo que Bolsonaro falou em metralhar a Rocinha se for eleito? A resposta é não. Vamos contextualizar a situação para vocês entenderem “todos os passos” do caso.

O evento para o qual Bolsonaro foi convidado se chamava CEO Conference, que estava na 19ª edição e foi promovida pelo banco BTG Pactual. A palestra de Bolsonaro e uma entrevista dele com o jornalista Augusto Nunes (Veja) foram fechadas à imprensa e não há nenhum registro de áudio e vídeo na web (pelo menos não encontramos).

Com o evento fechado à imprensa e sem vídeos e áudios a respeito, devemos pressupor que a nota do O Globo falando da fala de metralhar a Rocinha se deu por meio de um depoimento de “alguém que estava lá”. Só tem um problema: depois que a nota foi publicada, encontramos três desmentidos sobre o assunto.

O primeiro está na própria nota do O Globo (na versão web, claro). No final da tarde de domingo, a coluna publicou o seguinte texto, enviado pela assessoria do deputado e pré-candidato à Presidência da República:

Tanto a nota publicada pela assessoria como a fala do deputado federal ajudam a desmentir a história, mas não valem como prova definitiva. Porém, outra testemunha ocular veio a público para esclarecer, de vez, a história: o jornalista Augusto Nunes, que entrevistou Bolsonaro no evento.

Ao programa Morning Show, da rádio Jovem Pan, Nunes disse que Bolsonaro não deu declaração alguma sobre “metralhar a Rocinha”. Para ele, a coluna que publicou a declaração foi “induzida ao erro”. Leia trecho sobre o assunto (que aponta que Bolsonaro falou sobre a fuga de traficantes da favela) e assista ao vídeo completo da entrevista (a partir do 5º minuto do vídeo):

Acho que o Lauro foi induzido ao erro. Para minha surpresa, não tem registro em áudio, vídeo nem nada disso. Na verdade, o Bolsonaro se referiu especificamente ao episódio ocorrido no ano passado quando 200 traficantes fugiram com helicópteros em uma cena semelhante àquela de 2010 no Alemão. Ele falou que, nesse caso, ele procuraria a detenção dos caras e, se reagissem, a polícia deveria encarar como um confronto e usar armas de fogo se fosse preciso. Ele não falou em nenhum momento sobre metralhar a Rocinha, isso seria demais.

Já está claro que a publicação sobre a declaração de Bolsonaro foi escrita apenas cinco dias depois do evento e após uma dúzia de matérias que não falaram nada sobre a fala. Mais do isso: a nota não foi escrita com base em algo que o “jornalista viu” ou “provas materiais” como áudios e vídeos e sim por algo que “alguém que esteve lá falou”.

Por outro lado, um jornalista que “viu” a palestra de Bolsonaro “cravou” que ele não falou nada sobre metralhar a Rocinha. Levando-se em conta que o ônus da prova é de quem acusa e o peso dos desmentidos que circulam online, podemos cravar que a informação que aponta que Bolsonaro falou em metralhar a Rocinha não passa (pelo menos por enquanto) de mais um boato que circula na web.


Like it? Share with your friends!

0
1 share