Esquizofrenia e como ela pode ser tratada


Quais são os sintomas da esquizofrenia?

A esquizofrenia pode ser terrível tanto para o paciente quanto para seus familiares e amigos. Pessoas que sofrem de esquizofrenia não podem expressar seus sentimentos e emoções adequadamente. Sua fala torna-se incoerente e eles acham difícil concluir tarefas. Em suma, os pacientes diagnosticados com esta doença mental têm dificuldade em funcionar socialmente e não têm pensamento cognitivo. Torna-se um grande prejuízo em suas vidas e dificulta seu trabalho, bem como sua vida pessoal. É uma condição mental séria que deve ser tratada porque os pacientes podem se sentir suicidas em um estágio avançado. Como se isso não bastasse, os pacientes muitas vezes são socialmente estigmatizados, o que aumenta o estresse e a depressão comuns nesse tipo de doença mental.

esquizofrenia

Verificou-se que os pacientes esquizofrênicos geralmente apresentam o distúrbio geneticamente. Mas outros fatores sociais, biológicos ou psicológicos não podem ser descartados. A boa notícia é que quase dois terços dos pacientes em tratamento de esquizofrenia se recuperam notavelmente e podem viver uma vida normal. Se esse transtorno mental é identificado em seus estágios iniciais, as chances de recuperação são melhores.

Vamos dar uma olhada nos vários tipos de psicoterapia disponíveis para a esquizofrenia.

TERAPIA COMPORTAMENTAL COGNITIVA (TCC)

Terapia comportamental cognitiva pode ajudar muito na redução de alucinações e vozes internas que muitas vezes atormentam a vida de pacientes esquizofrênicos. Com o tipo certo de medicamentos, juntamente com sessões de terapia, o paciente pode ver uma melhoria considerável. Com o tempo, esse tipo de tratamento ajudará o paciente a identificar o que desencadeia seus delírios. Evitar esses gatilhos os ajudará a levar uma vida melhor e normal. Basicamente, esse tipo de terapia ajudará o paciente a mudar seu processo de raciocínio, bem como o comportamento, e isso os ajudará a levar uma vida mais saudável.

TERAPIA DE MELHORIA COGNITIVA (CET)

Esse tipo de terapia ajuda os esquizofrênicos a identificar gatilhos sociais e melhorar sua atenção e memória. Também ajuda a encontrar formas eficazes de reorganizar seus pensamentos e se comunicar melhor. Envolve programas de treinamento habilitados por computador, bem como sessões de terapia em grupo. As sessões de grupo os ajudariam ainda mais a estabelecer conexões sociais, algo que eles normalmente não fazem normalmente.

PSICOTERAPIA INDIVIDUAL

Como o nome sugere, esta é uma sessão de terapia individual entre o paciente e um terapeuta sobre as etapas que o paciente pode seguir para lidar com seus pensamentos e alucinações. Em vez de manter as coisas longe deles, os médicos preferem conscientizar o paciente sobre sua situação, bem como ajudá-los a distinguir entre o que é real e o que não é. Isso ajudaria ainda mais o paciente em sua vida cotidiana.

TERAPIA ELETROCONVULSIVA (ECT)

A eletroconvulsoterapia é frequentemente usada para tratar pessoas com depressão clínica grave. Pacientes que sofrem de esquizofrenia também são tratados com ECT. Esta é uma das maneiras mais rápidas de tratar aqueles que são suicidas ou sofrem de mania severa. Às vezes, pacientes esquizofrênicos sofrem de uma condição chamada catatonia. Nesta condição, o corpo do paciente se torna imóvel. Existem vários outros transtornos mentais em que os pacientes podem enfrentar uma condição semelhante, e a ECT funciona bem nessas condições. Mas é mais eficaz para transtornos de humor.

TERAPIA PSICOSSOCIAL

Esquizofrenia

Uma vez que o paciente comece a responder à psicoterapia, é hora de iniciar outros tipos de terapia para melhorar suas habilidades sociais. A terapia psicossocial pode ajudar imensamente nesse sentido. Além de ajudar a estabelecer uma reconexão social, isso também os torna conscientes da reabilitação. A reabilitação pode ajudá-los com aconselhamento profissional, gestão financeira e solução de problemas, entre outros. Também torna a família do paciente ciente da condição e ensina-a a formar uma forte rede de apoio para a pessoa amada. Ter uma família de apoio, muitas vezes desempenha um papel fundamental na recuperação.

Mesmo após o término das sessões de terapia, os pacientes são incentivados a participar de programas comunitários e assistência social. Esta não será apenas uma maneira de melhorar constantemente e de maneira segura suas habilidades sociais, mas também permitirá que elas ajudem outras pessoas a passar pelos mesmos estágios. Procure programas Peer to Peer de modo que você possa garantir a alguém que está sofrendo que eles ficarão bem algum dia. Os pacientes também podem se beneficiar do Coordinated Specialty Care ou CSC. Neste programa, eles recebem medicação, bem como psicoterapia. Eles também são fornecidos todos os tipos de ajuda em relação ao emprego. A família do paciente também está envolvida no programa. Aconteça o que acontecer, as coisas melhorarão e a ajuda estará sempre lá.


Like it? Share with your friends!

0
1 share