Concurso BNB – Banco do Nordeste Edital e Inscrição

Edital do concurso BNB com 700 vagas para níveis médio e superior

Concurso BNB – O Banco do Nordeste do Brasil – BNB, com o apoio do CEBRASPE, divulgou nova retificação ao edital nº 1/2018 do seu novo processo de seleção para cargos de níveis médio e superior. O concurso Banco do Nordeste oferece 700 vagas, em sua maioria (692) para formação de cadastro de reserva, respeitando os devidos percentuais legais para candidatos com deficiência (5%) e para os candidatos negros (20%).

Concurso BNB

A nova retificação altera a data provável das provas objetivas e da prova discursiva para o cargo de nível superior e da prova objetiva para o cargo de nível médio. Agora, ambas serão aplicadas na data provável de 2 de dezembro de 2018 e, com isso, foram retificadas também as datas da liberação dos gabaritos e da interposição de recursos.

Na retificação anterior foi feita a correção do anexo 1 do edital, que trata dos Estados e locais de lotação dos futuros aprovados e convocados. Desse modo, as vagas serão distribuídas entre os Estados do Ceará, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Cargos Concurso Banco do Nordeste

Para o nível superior, as quatro vagas imediatas disponíveis e as 196 destinadas ao cadastro de reserva são para o cargo de Especialista Técnico – Qualificador: Analista de Sistema.

O requisito necessário é: diploma de curso de graduação de nível superior em Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia da Informação, Informática, Sistemas de Informações, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Segurança da Informação ou Tecnologia em Telemática ou diploma de conclusão de graduação de nível superior em qualquer área de formação, acrescido de diploma/certificado de pós-graduação na área de Informática e (ou) na área de Segurança da Informação, com carga mínima de 360 horas/aula.

Os Especialistas contratados terão remuneração, durante o Contrato de Experiência, composta pelo vencimento do cargo, que é de R$ 3.705,88, acrescido de 1/3 de gratificação mensal, no valor de R$ 1.235,29, totalizando R$ 4.941,17. A jornada será de 30 horas semanais.

Após o término do Contrato de Experiência, com resultado satisfatório, o ocupante do cargo fará jus, além da remuneração inicial, a uma remuneração adicional do exercício de Função em Comissão, na forma da regulamentação interna.

Para o nível médio, além das quatro vagas imediatas, haverá um cadastro com 496 candidatos classificados. O cargo em disputa é o de Analista Bancário 1, cujo requisito essencial é o ensino médio completo.

A remuneração para os Analistas de nível médio será de R$ 2.854,68 (vencimento inicial de R$ 1.942,22, acrescido do valor de R$ 198,79 e da gratificação de 1/3 de R$ 713,67). Também cumprirão 30 horas semanais de trabalho.

Os candidatos contratados pelo BNB estarão subordinados à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e ainda terão direito a benefícios como: auxílio-refeição; auxílio Cesta Alimentação; 13ª Cesta Alimentação; auxílio-creche; seguro de vida em grupo; direitos previstos na CLT; possibilidade de participação em plano de previdência complementar, de forma contributiva; e oportunidade de ascensão e desenvolvimento profissional.

Inscrições Concurso Banco do Nordeste

As inscrições devem ser efetuadas no site do CEBRASPE até às 18 horas do dia 15 de outubro de 2018, considerando-se o horário oficial de Brasília. O valor da taxa de inscrição é de:

  • R$ 59,00 para o cargo de nível médio;
  • R$ 67,00 para o cargo de nível superior.

Provas Concurso Banco do Nordeste

Adotando o já conhecido “Método Cespe”, que avalia os candidatos a partir  de  pesquisas  acadêmicas, algoritmos,  processos  estatísticos  e  outras técnicas sofisticadas, o CEBRASPE aplicará:

  • Provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;
  • Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, somente para o Cargo 1: Especialista Técnico 1  –Qualificador: Analista de Sistema.

As provas objetivas e a prova discursiva terão duração diferenciada, conforme o cargo, ocorrendo nos turnos da manhã e da tarde. Os gabaritos oficiais preliminares serão divulgados pelo CEBRASPE, a partir das 19 horas do dia seguinte ao da aplicação das provas.

As provas objetivas, a prova discursiva, a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararam com deficiência e o procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração dos candidatos negros serão realizados nas cidades de Maceió/AL, Vitória/ES, Recife/PE, São Paulo/SP, Salvador/BA, João  Pessoa/PB, Teresina/PI, Fortaleza/CE, São  Luís/MA, Natal/RN, Brasília/DF, Belo Horizonte/MG, Aracaju/SE, Barreiras/BA, Vitória da Conquista/BA, Montes Claros/MG, Petrolina/PE, Feira de Santana/BA, Juazeiro do Norte/CE, Teófilo Otoni/MG, Floriano/PI, Irecê/BA, Sobral/CE, Campina  Grande/PB, Parnaíba/PI, Itabuna/BA, Linhares/ES, Patos/PB, Mossoró/RN, Juazeiro/BA, Caxias/MA, Caruaru/PE, Teixeira  de  Freitas/BA, Imperatriz/MA e Garanhuns/PE.

VALIDADE E LOTAÇÃO

O concurso Banco do Nordeste terá validade de dois anos, a contar da data da publicação do resultado final, podendo, a exclusivo critério do banco, ser prorrogado por igual período.

Os aprovados que forem convocados para admissão poderão ser lotados, a exclusivo critério do BNB, nas cidades que contam com unidades operadoras e administrativas listadas no edital. Durante o prazo de validade, poderão ser extintas e/ou criadas novas vagas em unidades do BNB, de acordo com  as suas necessidades.

SOBRE O BNB

O Banco do Nordeste do Brasil S. A. possui atualmente 292 agências e é o maior banco de desenvolvimento regional da América Latina. Seu diferencial é atuar como Banco de Desenvolvimento da Região Nordeste e seu propósito institucional é promover o bem-estar das famílias e a competitividade das empresas da Região.

Dentre as ações e instrumentos criados pelo Banco, destacam-se: os Agentes de Desenvolvimento, as Agências Itinerantes, as Políticas de Desenvolvimento Territorial, o Crediamigo e o Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste -PRODETUR, no apoio à infra-estrutura turística regional.

DICAS DE CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: GARANTIAS DO SISTEMA FINANCEIRO

Toda operação de cunho financeiro, seja para investimento ou mesmo concessão de crédito, envolve procedimentos passíveis de riscos. Portanto, para diminuí-los, as garantias tornam-se medidas imprescindíveis na manutenção da saúde do Sistema Financeiro Nacional.

Ao contrário do que se pode pensar, práticas como essas, visando uma negociação “mais segura”, datam de muito tempo. A história registra que procedimentos como fiança, por exemplo, já faziam parte de negociações desde o período do império romano, praticamente desde que fora inserido nas civilizações a intermediação de produtos e serviços por meio de ativos monetários (moedas).

Em linguagem jurídica, garantia pode ser entendida como “meio de assegurar ou acautelar o direito de outrem, contra qualquer lesão resultante da inexecução de uma obrigação”. É uma forma de proteger legalmente à pessoa ou o direito que lhe cabe numa negociação.

Entretanto, de forma geral, as garantias reais podem ser representadas pelos bens pertencentes ao devedor, como em casos de hipoteca e outros, ou mesmo a presença de um terceiro que possua valor suficiente para quitar a dívida em caso de inadimplência ou falta do real credor, onde se incluem casos como aval e fiança.

Entre as garantias mais comuns, podemos citar: aval e fiança (garantias por meio de envolvimento de terceiros),penhor, caução, hipoteca, alienação fiduciária e anticrese.Vejamos algumas delas:

AVAL E FIANÇA

Os dois casos envolvem avaliação de patrimônio na negociação como garantia do pagamento de dívida. A diferença está no fato de na primeira exigir a presença de uma terceira pessoa denominada avalista, se comprometendo a pagar a dívida por meio de título de crédito, geralmente em letra de câmbio, em favor do avalizado. Ou seja, a pessoa que precisa do benefício da concessão de crédito ou benefício. Desta forma, o avalista torna-se garantidor da intermediação. A segunda, através de contrato acessório ou subsidiário, visa garantir a satisfação do credor por meio de análise patrimonial, portanto pode envolver tanto a presença de uma terceira pessoa, denominada fiador, quanto à análise dos bens do próprio devedor.

PENHOR

Penhor é uma forma de garantia cuja segurança da negociação está num bem móvel (objetos de valor, por exemplo) ou em direitos. A negociação só terá efeito quando o objeto empenhado for entregue ao credor, seja por posse direta ou por meio de documento que registre disponibilidade exclusiva ao credor. No Brasil existem instituições bastante tradicionais que trabalham com concessão de  crédito através de penhor. A Caixa Econômica Federal é uma delas, onde o cliente pode conseguir dinheiro de forma rápida e com menos burocracia que outras formas de empréstimo.

HIPOTECA

Do latim, derivada do grego Hypotheca, é a forma de negociação cuja garantia envolva um bem (geralmente imóvel) como garantia real ao credor. Pode ser confundida com alienação fiduciária, mas juridicamente existem diferenças legais para ambos os casos. A negociação se dá através de sujeição do bem hipotecado, com registro em escritura pública, mas sem a transferência de posse direta ao credor. Mesmo o bem sendo a garantia da negociação, este continua em posse do devedor.

ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA

Numa forma literal de pensamento, “alienar” é o mesmo que prender. Na forma de negociação por meio de alienação fiduciária, a transferência do bem é a própria garantia, feita através de acordo direto firmado entre credor e devedor. Também conhecida como alienação em garantia, é uma prática bastante comum em nosso país, principalmente em compras de imóveis ou veículos. O devedor adquire o direito de uso do bem, pagando-o em prestações, mas o registro fica em nome do credor, obviamente o que lhe outorga o direito de adjudicação (reintegração de posse) do bem, em caso de inadimplência.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS BNB

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA O CARGO 1: ESPECIALISTA TÉCNICO 1 – QUALIFICADOR: ANALISTA DE SISTEMA

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento detipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

RACIOCÍNIO LÓGICO E QUANTITATIVO: 1 Estruturas lógicas. 2 Lógica de argumentação: analogias,inferências, deduções e conclusões. 3 Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1 Proposições simples e compostas. 3.2 Tabelas-verdade. 3.3 Equivalências. 3.4 Leis de De Morgan. 3.5 Diagramas lógicos. 4 Lógica de primeira ordem. 5 Princípios de contagem e probabilidade. 6 Conjuntos: regras básicas — pertinência; inclusão; operações de união e intersecção; complemento e diferença de conjuntos; Leis de De Morgan —; problemas. 7 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO 1: ESPECIALISTA TÉCNICO 1 – QUALIFICADOR:

ANALISTA DE SISTEMA

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: 1 Lógica de Programação: construção de algoritmos; tipos de dados simplese estruturados; variáveis e constantes; comandos de atribuição, entrada e saída; avaliação de expressões; funções pré-definidas; conceito de bloco de comandos; estruturas de controle, seleção, repetição e desvio; operadores e expressões; passagem de parâmetros; recursividade; conceitos básicos de programação estruturada e orientada a objetos; métodos de ordenação, pesquisa e hashing. 2 Estrutura de dados: tipos básicos de dados; algoritmos para pesquisa e ordenação; listas lineares e suas generalizações: listas ordenadas, listas encadeadas, pilhas e filas; árvores. 3 Arquitetura de software: terminologia, estrutura e componentes, características e potencialidades, serviços, comunicações e protocolos, arquiteturas multicamadas, vantagens e desvantagens, padrões de projeto, padrão Model-View-Controller (MVC); Service Oriented Architecture (SOA). Arquitetura de aplicações para ambiente web. 4 Engenharia de requisitos: conceitos básicos; técnicas de elicitação de requisitos; gerenciamento de requisitos; especificação de requisitos; técnicas de validação de requisitos; prototipação. 5 Métodos e técnicas ágeis. Scrum, XP e kanban; users stories e product backlog; desenvolvimento incremental, entregas contínuas, integração contínua; TestDriven Development (TDD); Acceptance Test Driven Development (ATDD) e Behavior Driven Development (BDD); automação de testes. 6 Qualidade de software: metodologias de desenvolvimento de software; processo unificado: conceitos, diretrizes, disciplinas; metodologias ágeis; métricas e estimativas para tamanho de software; análise por pontos de função (IFPUG e NESMA); CMMI, ISO 9001, ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 25000. 7 Testes de software: processo de testes, modelos de melhoria, planejamento, técnicas e tipos de testes. 8 Análise e projeto orientados a objetos: conceitos básicos, padrões de projetos; UML: visão geral, modelos e diagramas. 9 Programação orientada a objetos: conceitos básicos: classes, objetos, métodos, mensagens, sobrecarga, herança, polimorfismo, interfaces e pacotes; tratamento de exceção. 10 Bancos de dados: conceitos e fundamentos; noções de administração de SGBD: IBM DB2 e MS SQL Server; linguagem SQL: consultas e subconsultas; gatilho (trigger), visão (view), function e stored procedure, cursores; projeto e modelagem de banco de dados relacional; normalização; administração de dados; self BI; governança de dados; conceitos de Data WarehouseData Mining e OLAP. 11 Linguagens e tecnologias de programação: JAVA EE, .NET. Javascript; AJAX; HTML; CSS; XML, XSD e XSLT, Test-Driven-Development (TDD), Refactoring. SOAP; REST, JSON, ANGULAR JS, Microserviços. Fundamentos de DevOps. Ferramentas CASE. Desenvolvimento para plataforma mobile Android, IOS, JPA, JSF, JNDI, JDBC; ambientes de desenvolvimento: Eclipse e Visual Studio. 12 Interface de Interação com Usuário: conceitos de interação homem-máquina; interfaces gráficas; aspectos cognitivos e ergonômicos; usabilidade avaliação; interfaces Web; modelos, métodos e ferramentas. 13 Segurança no desenvolvimento: práticas de programação segura e revisão de código; controles e testes de segurança para aplicações web. 14 Criptografia:conceitos básicos e aplicações; noções de criptografia simétrica e assimétrica; assinatura e certificação digital. 15 Cloud Computing: conceitos básicos; tipologia (IaaS, PaaS, SaaS); modelo: privada, pública, híbrida. 16Soluções em tecnologia: Middlewares, Sistemas de mensageria, BPEL e BPMN. 17Gerência de projetos: conceitos de gestão deprojetos; abordagens: PMBoK; LEAN; KANBAN; SCRUM; metodologias, técnicas e ferramentas da gerência de projetos. 18 Gerenciamento de serviços de TI:gerenciamento de serviços – ITIL v3; conceitos básicos, estrutura e objetivos; processos e funções de estratégia, desenho, transição e operação de serviços. 19 Governança de TI – COBIT 5: conceitos básicos, estrutura e objetivos; requisitos da informação; recursos de tecnologia da informação; domínios, processos e objetivos de controle. 20 Sistemas de computação: organização de computadores – álgebra booleana; representação de dados: binário, hexadecimal, decimal; Máquinas de Von-Neumam; componentes de um processador; arquitetura de processadores: RISC e CISC, Microprocessadores; dispositivos periféricos e de interligação; conceitos de interrupções; estruturas de endereçamento; compiladores, ligadores (link-editor) e interpretadores. Sistemas operacionais – gerenciamento de memória: alocação, paginação, segmentação, memória virtual; gerenciamento de processador: chamadas, comunicação interprocesso, agendamento, multiprogramação, processos concorrentes, primitivas de sincronização. gerenciamento de periféricos: hardware e software de entrada e saída, impasses, contenção, balanceamento de carga; linguagens “script” e de controle; conceitos, estruturas, utilitários, comandos, configuração e implementação; sistema de Arquivos – FAT e variações, NTFS, ReiserFS, Ext2, Ext3, i-nodo (i-node), VFAT e XFS; gerenciamento lógico de volumes; conceitos, estruturas, definição, alocação, organização de arquivos, proteção, tipos de registros, métodos de acesso; armazenamento distribuído, conceitos de rede de armazenamento (SAN) e servidores de armazenamento (NAS); arquitetura distribuída – principais conceitos e componentes; serviços de nomes e de diretório; servidores de aplicações Web, servidores de correio eletrônico, servidores de DNS, servidores de aplicação, servidores de banco dedados, servidores de mensagens; tecnologias de virtualização de plataformas: emuladores, máquinas virtuais, paravirtualização; RAID: tipos, características e aplicações. 21 Redes/Telecomunicações: fundamentos de comunicação de dados; elementos de interconexão de redes de computadores (firewallsswitches, roteadores); tecnologias de roteamento: switches Multilayer e roteadores; protocolos de roteamento e soluções para problemas (RIP, OSPF e BGP); tipos e tecnologias de redes locais e de longa distância – tecnologias ethernet, GPON e MPLS; QoS e segurança em ambiente LAN e WAN; sistemas autônomos (ASN); arquitetura e protocolos da família TCP/IP: funcionalidades das camadas da arquitetura TCP/IP; análise de tabelas de rotas; subredes e superredes; controle de erro e fluxo do TCP (técnica reconhecimento e janela deslizante); portas de comunicação da camada de transporte; interface de sockets, endereçamento IP (IPv4 e IPv6); serviços de redes de comunicação; conceitos básicos de funcionamento, segurança, tecnologias e protocolos de redes sem fio; padrões e protocolos da família 802.1x, EAP, WEP, WPA e WPA2; componentes do perímetro de segurança (Firewall StatelessFirewall StatefullFirewall Proxy, IDS/IPS, Gateway VPN) e criação, análise e correção de listas de acesso roteamento e NAT; redes SAN (storagearea network); switches e directors fibrechannel; ISL (inter switch link) – estrutura SAN e protocolos de serviços SAN; especificação de zoneamento (zonning); conceitos e aplicações de VPN nas modalidades: Host-To-Gateway, Gateway-To-Gateway e protocolos IPSec (ISAKMP, AH, ESP), PPTP, L2TP; ferramentas de gerenciamento de rede: SNMPv1, SNMPv2, SNMPv3 e RMON; técnicas para coleta e processamento de informações de gerenciamento; técnicas para gerência de falhas, desempenho, configuração e segurança; meios físicos de transmissão e cabeamento estruturado: tipos de cabeamento, categorias e propriedades; VoIP (Voz sobre IP); telefonia – conceitos básicos de telefonia, codificação digital da voz, serviços telefônicos (PSTN), qualidade de serviço em telefonia; codificação da voz, codecs e tipos de codecs, algoritmos de codificação e compressão de voz (G.711, G.722, G.723, G.728, G.729); voz sobre IP, protocolos para serviços multimídia (RTP, RTCP, SIP, H.323. MGCP); vídeo-conferência – família de protocolos para codificação e transmissão de voz e imagem H.323; redes definidas por software: rede WAN definida por software e rede local definida por software. 22 Segurança corporativa: ferramentas de monitoramento e análise de tráfego; sistemas de proteção (características, funcionamento, aspectos de implementação e configuração prática), especificamente Next Generation Firewall, sistemas de detecção de intrusão (IDS), sistemas de prevenção de intrusão (IPS), End Point Protection (EPP), DLP (Data Loss Prevention), WAF (Web Application Firewall), Proxy/Web Filter, VLAN IEEE 802.1Q, gestão de identidades/SSO (Single Sign On), DNSSEC (DNS Security), SIEM (Security Information and Event Management), PAM – Privileged Account Management; técnicas de criptografia simétrica e assimétrica, algoritmos de Hash, criptografia de bloco e de fluxo. Classificação e controle de ativos de informação; conhecimento sobre as principais técnicas de ataque explorando vulnerabilidades da pilha TCP/IP, de fraudes em Internet Banking, e de engenharia social; segurança no desenvolvimento de sistemas, SDL – Security Development Lifecycle, SAST – Static Application Security Testing, DAST – Dynamic Application Security Testing, PenTest (Penetration Test); computação em nuvem; forense computacional; certificação digital; gestão de segurança da informação: normas NBR ISO/IEC nº 27001:2013 e nº 27002:2013; Resolução BACEN nº 4.658/2018; Lei nº 13.709/2018.

DISCIPLINAS PARA O CARGO 2: ANALISTA BANCÁRIO 1

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento detipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

CONHECIMENTOS GERAIS: 1 Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como segurança, transportes,política, economia, sociedade, educação, saúde, cultura, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter‐relações e suas vinculações históricas. 2 O nordeste brasileiro: geografia, atividades econômicas, contrastes intra-regionais, o polígono das secas e as características das regiões naturais do nordeste; o nordeste no contexto nacional. 3 O Banco do Nordeste do Brasil S.A.: legislação básica, programas e informações gerais de sua atuação como agente impulsionador do desenvolvimento sustentável da região nordeste. 4 Informática: conceitos de informática, hardware e software; sistemas operacionais (Windows e Linux); editor de texto e edição e formatação de textos,processador de texto (Word e BrOffice.org Writer); planilhas eletrônicas (Excel e BrOffice.org Calc); editor de apresentações (PowerPoint e BrOffice.org Impress); conceitos de tecnologias relacionadas à Internet e Intranet, protocolos web, navegador (Internet Explorer, Google Chorme e Mozilla Firefox), pesquisa na Web; conceitos de proteção lógica e segurança da informação, realização de cópias de segurança (backup), vírus e ataques a computadores e antivírus; conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas.

CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: 1 Sistema Financeiro Nacional. 1.1 Instituições do Sistema FinanceiroNacional — tipos, finalidades e atuação. 1.2 Banco Central do Brasil e Conselho Monetário Nacional — funções e atividades. 1.3 Instituições Financeiras Oficiais Federais — papel e atuação. 2 Operações de Crédito Bancário. 2.1 Cadastro de pessoas físicas. 2.2 Cadastro de pessoas jurídicas. 2.2.1 Tipos e constituição das pessoas. 2.2.2 Composição societária/acionária. 2.2.3 Forma de tributação. 2.2.4 Mandatos e procurações. 2.3 Fundamentos do crédito. 2.3.1 Conceito de crédito. 2.3.2 Elementos do crédito. 2.3.3 Requisitos do crédito. 2.4 Riscos da atividade bancária. 2.4.1 De crédito. 2.4.2 De mercado. 2.4.3 Operacional. 2.4.4 Sistêmico. 2.4.5 De liquidez. 2.5 Principais variáveis relacionadas ao risco de crédito. 2.5.1 Clientes. 2.5.2 Operação. 2.6 Tipos de operações de crédito bancário (empréstimos, descontos, financiamentos e adiantamentos). 2.7 Operações de Crédito Geral. 2.7.1 Crédito pessoal e Crédito Direto ao Consumidor. 2.7.2 Desconto de duplicatas, notas promissórias e cheques pré-datados. 2.7.3 Contas garantidas. 2.7.4 Capital de giro. 2.7.5 Cartão de crédito. 2.7.6 Microcrédito urbano. 2.8 Operações de Crédito Especializado. 2.8.1 Crédito Rural2. 8.1.1 Conceito, beneficiários, preceitos e funções básicas; 2.8.1.2 Finalidades: operações de investimento, custeio e comercialização. 2.8.1.3 Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF): base legal, finalidades, beneficiários, destinação, condições. 2.8.2 Crédito industrial, agroindustrial, para o comércio e para a prestação de serviços: conceito, finalidades (investimento fixo e capital de giro associado), beneficiários. 2.9 Recursos utilizados na contratação de financiamentos. 2.9.1 Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE): base legal, finalidades, regras, administração. 2.9.2 BNDES/FINAME: base legal, finalidade, regras, forma de atuação. 2.9.3 Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT): base legal, finalidades, regras, forma de atuação. inversamente proporcionais; médias aritmética, geométrica e ponderada; regras de três simples e composta; porcentagem; e problemas. 3 Funções, equações e inequações de 1º e de 2º graus, exponenciais e logarítmicas: conceito, representação gráfica, problemas. 4 Sistemas lineares. 5 Análise combinatória e probabilidade: princípios fundamentais de contagem, arranjos, permutações, combinações, binômio de 2.10 Microfinanças: base legal, finalidade, forma de atuação. 3 Serviços bancários e financeiros. 3.1 Conta corrente: abertura, manutenção, encerramento, pagamento, devolução de cheques e cadastro de emitentes de cheques sem fundos (CCF). 3.2 Depósitos à vista. 3.3 Depósitos a prazo (CDB e RDB). 3.4 Fundos de Investimentos. 3.5 Caderneta de poupança. 3.6 Títulos de capitalização. 3.7 Planos de aposentadoria e de previdência privados. 3.8 Seguros. 3.9 Convênios de arrecadação/pagamentos (concessionárias de serviços públicos, tributos, INSS e folha de pagamento de clientes). 3.10 Serviço de Compensação de Cheque e Outros Papéis. 3.11 Cobrança. 3.12 Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB). 4 Aspectos jurídicos. 4.1 Noções de direito aplicadas às operações de crédito. 4.1.1 Sujeito e Objeto do Direito. 4.1.2 Fato e ato jurídico. 4.1.3 Contratos: conceito de contrato, requisitos dos contratos, classificação dos contratos; contratos nominados, contratos de compra e venda, empréstimo, sociedade, fiança, contratos formais e informais. 4.2 Instrumentos de formalização das operações de crédito. 4.2.1 Contratos por instrumento público e particular. 4.2.2 Cédulas e notas de crédito. 4.3 Garantias. 4.3.1 Fidejussórias: fiança e aval. 4.3.2 Reais: hipoteca e penhor. 4.3.3 Alienação fiduciária de bens móveis. 4.4 Títulos de Crédito — nota promissória, duplicata, cheque.

MATEMÁTICA: 1   Números   reais:   operações   (adição,   subtração,   multiplicação,   divisão,   radiciação   e potenciação);  expressões  numéricas;  múltiplos  e  divisores;  máximo  divisor  comum  e  mínimo  múltiplo comum;   problemas.   2   Proporcionalidade:   razões e   proporções;   divisão   em   partes   diretamente   e inversamente proporcionais; médias aritmética, geométrica e ponderada; regras de três simples e composta; porcentagem; e problemas.  3  Funções,  equações  e  inequações  de  1º  e  de  2º  graus,  exponenciais  e logarítmicas:  conceito,  representação  gráfica,  problemas.  4  Sistemas  lineares.  5 Análise  combinatória  e probabilidade:  princípios  fundamentais  de  contagem,  arranjos,  permutações,  combinações,  binômio  de Newton, cálculo de probabilidades. 6 Matemática financeira. 6.1 Juros simples e compostos: capitalização e descontos. 6.2 Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, proporcionais, real e aparente. 6.3 Planos ou sistemas de amortização de empréstimos e financiamentos. 6.4 Cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento. 6.5 Taxas de retorno.