Como preparar soro caseiro com uma receita muito fácil


O soro caseiro é uma solução que pode ser facilmente preparada em casa e ajuda no combate de problemas sérios, como a desidratação decorrente de diarreia e vômitos, por exemplo.

Quando o paciente sofre de desidratação, não é apenas água que ele perde, mas também diversos eletrólitos. Por isso, o soro caseiro, que é feito com uma dosagem ideal de açúcar e sal, é a maneira mais adequada de repor as perdas causadas por esses quadros clínicos.

Segundo o especialista Rubens Amaral, o soro caseiro deve, sim, ser oferecido a pacientes com desidratação. “O soro caseiro pode e deve ser oferecido para crianças e idosos desidratados ou com risco de desidratar”, revelou em seu canal no YouTube.

Como preparar soro caseiro

Ingredientes
1 litro de água filtrada ou fervida;
1 colher (de café) de sal (3,5 g);
1 colher (de sopa) de açúcar (20 g).
Modo de preparo
Separe a água e adicione nela uma colher de sal e uma colher de açúcar. Misture bem até que ambos ingredientes sejam dissolvidos. Dê pequenas colheradas do soro ao doente, mas devagar e aos poucos para não causar vômitos ou outras complicações. As dosagens devem ser feitas ao longo do dia.

Cuidados com o preparo do soro
As dosagens erradas podem até mesmo levar uma criança desidratada a sofrer convulsões, por isso, procure usar colheres que contenham um medidor.

Caso o soro caseiro esteja mais salgado que uma lágrima, por exemplo, houve algum erro na dosagem, e nesse caso, suspenda o uso do produto. A durabilidade do soro caseiro é de apenas 24h e somente se ele for guardado em um recipiente fechado e refrigerado.

Contraindicações do soro caseiro
Bebês que ainda mamam exclusivamente no peito devem evitar a ingestão do soro caseio. Pacientes com hipertensão ou diabetes somente devem consumir o produto com o acompanhamento de um médico.

Mesmo que a quantidade de sal e açúcar presentes na receita não sejam suficientes para alterar níveis de glicemia ou pressão alta nos pacientes, ainda assim, é preciso cuidado com o consumo do soro caseiro.

Cuidados com a desidratação
A desidratação é um problema que precisa ser urgentemente tratado, pois pode causar várias complicações na saúde do paciente.

O problema acontece principalmente em crianças pequenas, bebês e idosos, principalmente durante o verão, quando há uma grande perda de líquido através do suor, possíveis insolações e o aumento do calor, que nos torna mais propensos à infecções por bactérias ou intoxicações alimentares. A diarreia e o vômito também costumam causar a desidratação.

O soro é uma excelente forma natural de combater a desidratação e repor o líquido e sais minerais perdidos nos vômitos e diarreias. Mas é importante salientar que o soro não irá impedir a ocorrência dos vômitos e diarreias ou curar doenças como dengue, entre tantas outras; o produto irá apenas ajudar na hidratação. Por isso, a consulta com um médico ainda é necessária, principalmente se os sintomas durarem mais de 24h.

Sintomas da desidratação
Os sintomas da desidratação podem variar de acordo com a gravidade que o problema se encontra. Nos casos mais leves é normal sentir sede, cansaço, ânsia, diarreia, vômito, tontura, dores de cabeça e sonolência.

Em casos um pouco mais graves, o paciente apresenta febre, taquicardia, pele e boca seca e ausência de lágrima.

Em casos extremos de desidratação, além dos sintomas já citados, o paciente também apresenta uma quadro de convulsão, queda de pressão, perda de consciência, dificuldade em espirar, pele fria, hipertermia e sede intensa. É importante não deixar a desidratação chegar nesse quadro, pois o problema pode ocasionar sérios danos à saúde, incluindo a morte.

Soro caseiro para cachorro e gato
Animais de estimação também pode sofrer de desidratação decorrente de diarreia e vômito. O soro caseiro pode ser utilizado no cachorro e gato para tentar reverter o mal causado pelo quadro.

Ingredientes
1 litro de água mineral natural;
3 colheres (de sopa) de açúcar;
1 colher (de chá) de sal;
Meia colher (de chá) de bicarbonato de sódio;
Suco de meio limão.
Modo de preparo

Coloque a água para ferver e quando ela atingir a ebulição, desligue o fogo e coloque a água em um recipiente. Adicione os demais ingredientes e mexa bem.

Dê aos poucos ao seu cachorro ou gato por um período de 24h. Nesse caso, a mistura também não serve para combater a doença, apenas para repor os nutrientes perdidos em decorrência do vômito e diarreia. A consulta com um veterinário ainda deve acontecer para evitar futuros danos à saúde dos animais.

Caso o pet não consiga ingerir o soro ou esteja em um grau de desidratação muito avançado, a consulta com um especialista da área é ainda mais urgente.

 


Like it? Share with your friends!

0
3 shares