Qual a diferença entre a Coca normal e a Coca Zero - BR Acontece

Qual a diferença entre a Coca normal e a Coca Zero

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

capa5

O que o pessoal chato que odeia refrigerante diz aos amantes de Coca-Cola? “Isso faz mal porque tem muito gás”; “Isso é cancerígeno”; “Nunca beberia um líquido preto” (o Macaco aproveita desde já para mandar abraços aos seus amigos café, mate e chá preto). Mas provavelmente o argumento que mais cola nessa gente é “Isso tem muito açúcar, você é louco(a)”.

O Macaco não questiona essa posição. Aliás, essas pessoas estão muito certas: Coca-Cola faz mal mesmo. Elas só são chatas porque você sabe que elas têm razão. Mas quanto açúcar existe na mistura do refrigerante mais amado do mundo, de fato? O quanto de açúcar você realmente está colocando para dentro de seu organismo ao beber Coca? E como a Coca Zero se compara? Essas perguntas são respondidas no vídeo abaixo. Confira:


É, dá para ver que a quantidade de açúcar contida numa garrafinha de Coca é assustadoramente grande. Já a Coca Zero é quase totalmente evaporada em ebulição. Mas isso não significa que ela é mais saudável do que a versão normal do refrigerante, infelizmente. É cientificamente comprovado que a Coca-Cola Zero faz ainda mais mal ao organismo do que a Coca comum. A versão Diet e Zero do refrigerante contêm aspartame.

Essa substância está relacionada a uma lista de doenças e síndromes, como o câncer, ataques de ansiedade, compulsão alimentar, defeitos de nascimento, cegueira, tumores cerebrais, dor torácica, depressão, tonturas, epilepsia, fadiga, dores de cabeça e enxaquecas, perda auditiva, palpitações cardíacas, hiperatividade, insônia, dor nas articulações, dificuldade de aprendizagem, TPM, cãibras musculares, problemas reprodutivos. Os efeitos do aspartame podem ser confundidos com a doença de Alzheimer, síndrome de fadiga crônica, epilepsia, vírus de Epstein-Barr, doença de Huntington, hipotireoidismo, doença de Lou Gehrig, síndrome de Lyme, doença de Ménière, esclerose múltipla, e pós-pólio.

Melhor ficar com a Coca normal mesmo. Ou com nenhuma das duas…

Deixe um comentário