Sexo! O que acontecem quando você para de fazer sexo - BR Acontece

Sexo! O que acontecem quando você para de fazer sexo

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

Sexo! Várias situações podem fazer com que as pessoas deixem de ter relações sexuais, como viagens, trabalho, falta de disposição, términos de relacionamento e até mesmo uma decisão pessoal. Independente dos motivos, ao parar de fazer sexo algumas coisas podem mudar. Você sabia que a sua imunidade pode ser alterada, por exemplo? E, acredite, não para por aí.

sexo

A seguir você vai conferir alguns “efeitos colaterais” que surgem quando interrompemos a prática de relações sexuais. Alguns deles são positivos, mas há também os negativas. Veja só:

1 – A ansiedade aumenta

1 – A ansiedade aumenta

De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas escoceses, quando você fica muito tempo sem fazer sexo tende a ter maiores problemas para lidar com situações estressantes. Isso acontece porque durante a prática sexual costumamos liberar tensão e, sem essa liberação, as chances delas se acumularem são maiores. Além disso, sem as substâncias que são liberadas durante o sexo, como morfina e ocitocina, o hormônio do amor, a sua ansiedade pode aumentar.

2 – Cresce as chances de desenvolver câncer de próstata

2 – Cresce as chances de desenvolver câncer de próstata

De acordo com dados divulgados pela American Urological Association, homens que fazem sexo frequentemente reduzem em 20% as chances de desenvolver câncer de próstata. Isso acontece porque durante a ejaculação substâncias nocivas podem ser eliminadas da próstata. Logo, quando os homens param de fazer sexo, eles aumentam as chances de serem atingidos pelo câncer.

3 – Você pode ficar gripado ou resfriado mais facilmente

3 – Você pode ficar gripado ou resfriado mais facilmente

Ter relações sexuais podem dar uma forcinha para a imunidade. De acordo com pesquisadores da Wilkes-Barre University, localizada na Pennsylvania, quem faz sexo pelo menos duas vezes por semana possui uma quantidade 30% maior de imunoglobulina A (lgA), que protege o organismo da invasão viral ou bacteriana por meio das mucosas, como gripes, por exemplo.

 

4 – O risco de infecção no trato urinário diminui

4 – O risco de infecção no trato urinário diminui

Durante as relações sexuais, algumas bactérias presentes na vagina ou no pênis podem ser empurradas para a uretra da mulher, causando infecção urinária. E não pense que é raro isso acontecer, cerca de 80% dessas infecções surgem até 24 após as relações sexuais. Sendo assim, não fazer sexo diminui o risco de surgimento de infecções do trato urinário.

5 – Chances de disfunção sexual aumenta

5 – Chances de disfunção sexual aumenta

De acordo com uma publicação do American Journal of Medicine, homens que não fazem sexo com muita frequência costumam sofrer mais de disfunções eréteis do que aqueles que são sexualmente ativos. Muitas vezes não levamos isso em conta, mas o pênis também é um músculo e precisa ser exercitado.

6 – O humor piora

6 – O humor piora

De acordo com o Archives of Sexual Behavior, as mulheres podem ficar deprimidas após passarem muito tempo sem ter relações sexuais. Isso acontece porque alguns compostos encontrados no sêmen, como a melatonina, serotonina e ocitocina, são capazes de melhorar o humor. Além disso, as substâncias liberadas durante o orgasmo também causam uma sensação de bem estar em homens e mulheres.

Fonte: Fatos Desconhecidos.

Deixe um comentário