Nota Fiscal Paulista: como consultar e resgatar o seu dinheiro, basta pedir o CPF - BR Acontece

Nota Fiscal Paulista: como consultar e resgatar o seu dinheiro, basta pedir o CPF

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

Basta pedir o CPF nas suas compras e se cadastrar no site da Secretaria da Fazenda para receber o crédito da Nota Fiscal Paulista!

shutterstock_79247383

Quem mora no estado de São Paulo pode pedir a Nota Fiscal Paulista sempre que fizer uma compra – que pode ser em lojas, restaurantes, supermercados etc. Esse programa foi criado para combater a sonegação de impostos e também traz uma vantagem para você: prêmios em dinheiro!

Ao colocar o número do seu CPF na nota fiscal, você tem o direito de receber de volta uma parte do dinheiro gasto naquela compra. Nem todos os gastos viram créditos porque isso depende da forma que o governo cobra impostos em cada segmento, mas a maioria dos gastos em comércio se transforma em crédito. Além disso, você concorre a sorteios – também em dinheiro – mesmo que a compra não devolva grana alguma.

Para ajudá-lo a aproveitar essa chance, veja o que você encontrará aqui:

 

Como se cadastrar no programa Nota Fiscal Paulista

Ao pedir o CPF nas compras você está automaticamente cadastrado no programa, mas ainda precisa fazer uma inscrição no site para consultar o saldo e resgatar esse dinheiro. Então, entre na página de login da Secretaria da Fazenda e clique na opção “cadastro pessoa física”. Selecione esse link, informe os dados que o programa pedir e pronto! Agora você tem um espaço para checar seus créditos da Nota Fiscal Paulista e pedir o resgate da grana.

Saiba consultar o seu saldo na Nota Fiscal Paulista

Se você quiser olhar o saldo no primeiro acesso, deve selecionar a aba “consultar” assim que termina a etapa do cadastro. A partir dessa primeira visita, o processo fica mais rápido. Basta entrar nessa mesma página de login da Secretaria da Fazenda, preencher o CPF e a senha, e cair em uma tela igual a essa:

GANHAR-DINHEIRO_Nota-Fiscal-Paulista-saiba-consultar-e-resgatar-o-seu-dinheiro

Assim que você entra no sistema, ele mostra no canto superior esquerdo, logo abaixo do menu, seu CPF, nome de usuário e o saldo disponível para saque – como mostra o quadro 1. Também dá para acessar por período e verificar quanto cada compra gerou de crédito na nota fiscal. E, se você encontrar a informação “a calcular”, significa que ainda existe uma chance de aquela compra virar um valor em dinheiro.

Os passos para resgatar o dinheiro na Nota Fiscal Paulista

Ao acessar pela primeira vez, o sistema não mostra o valor total dos seus créditos, mas é preciso ter no mínimo R$ 25 para pedir o primeiro resgate.

Importante: só é possível liberar o dinheiro para uma conta corrente ou conta poupança que estejam no seu nome. A vantagem: ninguém consegue pegar a sua senha e transferir o crédito para outro lugar.

Veja como retirar seu dinheiro em cada caso:

No primeiro acesso

Após fazer o cadastro como pessoa física e entrar no sistema, veja se você tem algum valor liberado para resgatar. Então, entre em “Conta corrente – Utilizar créditos” e transfira o dinheiro para a sua conta. Lembre que, por segurança, dessa vez só é possível resgatar R$ 25.

Demais acessos

Basta entrar no site do programa, consultar quanto você pode resgatar e pedir a liberação do dinheiro – desde que o saldo seja maior do que R$ 25. Clique em “conta corrente” e selecione a opção “utilizar créditos”. Em seguida, você consegue escolher como receber esse crédito.

7 dúvidas comuns sobre a Nota Fiscal Paulista

1. Não tenho saldo para retirar. O que aconteceu?

Em alguns casos, você tem o saldo, mas a quantidade de dinheiro não é suficiente. Em outros, o cálculo que transforma a compra em créditos demora a ser feito. Saiba quais são os três motivos mais comuns que impedem o resgate do dinheiro.

– O programa só libera valores acima de R$ 25. Por isso, é comum ter saldo e não conseguir resgatá-lo. Nesse caso, continue pedindo a nota fiscal para aumentar seus créditos e liberar esse dinheiro.

– O cálculo dos créditos não é feito na mesma hora. E por esse motivo nem sempre você terá os créditos logo após pedir o CPF na nota. Se você quiser checar o que ainda não entrou nesse cálculo, veja se na coluna “situação do crédito” está escrito “a calcular”. Estes são os valores que ainda não entraram na conta.

– Nem toda nota fiscal que você pede gera crédito. Então, se você pediu a nota em alguma compra e o saldo está zerado, nem sempre foi um erro do sistema. Mas como não dá para saber notas viram créditos, continue pedindo o CPF nas compras que fizer, afinal, você concorre aos sorteios de prêmios em dinheiro.

Assim que você entra no sistema, ele mostra no canto superior esquerdo, logo abaixo do menu, seu CPF, nome de usuário e o saldo disponível para saque – como mostra o quadro 1. Também dá para acessar por período e verificar quanto cada compra gerou de crédito na nota fiscal. E, se você encontrar a informação “a calcular”, significa que ainda existe uma chance de aquela compra virar um valor em dinheiro.

Os passos para resgatar o dinheiro na Nota Fiscal Paulista

Ao acessar pela primeira vez, o sistema não mostra o valor total dos seus créditos, mas é preciso ter no mínimo R$ 25 para pedir o primeiro resgate.

Importante: só é possível liberar o dinheiro para uma conta corrente ou conta poupança que estejam no seu nome. A vantagem: ninguém consegue pegar a sua senha e transferir o crédito para outro lugar.

Veja como retirar seu dinheiro em cada caso:

No primeiro acesso

Após fazer o cadastro como pessoa física e entrar no sistema, veja se você tem algum valor liberado para resgatar. Então, entre em “Conta corrente – Utilizar créditos” e transfira o dinheiro para a sua conta. Lembre que, por segurança, dessa vez só é possível resgatar R$ 25.

Demais acessos

Basta entrar no site do programa, consultar quanto você pode resgatar e pedir a liberação do dinheiro – desde que o saldo seja maior do que R$ 25. Clique em “conta corrente” e selecione a opção “utilizar créditos”. Em seguida, você consegue escolher como receber esse crédito.

7 dúvidas comuns sobre a Nota Fiscal Paulista

1. Não tenho saldo para retirar. O que aconteceu?

Em alguns casos, você tem o saldo, mas a quantidade de dinheiro não é suficiente. Em outros, o cálculo que transforma a compra em créditos demora a ser feito. Saiba quais são os três motivos mais comuns que impedem o resgate do dinheiro.

– O programa só libera valores acima de R$ 25. Por isso, é comum ter saldo e não conseguir resgatá-lo. Nesse caso, continue pedindo a nota fiscal para aumentar seus créditos e liberar esse dinheiro.

– O cálculo dos créditos não é feito na mesma hora. E por esse motivo nem sempre você terá os créditos logo após pedir o CPF na nota. Se você quiser checar o que ainda não entrou nesse cálculo, veja se na coluna “situação do crédito” está escrito “a calcular”. Estes são os valores que ainda não entraram na conta.

– Nem toda nota fiscal que você pede gera crédito. Então, se você pediu a nota em alguma compra e o saldo está zerado, nem sempre foi um erro do sistema. Mas como não dá para saber notas viram créditos, continue pedindo o CPF nas compras que fizer, afinal, você concorre aos sorteios de prêmios em dinheiro.

2. Alguém consegue roubar meus créditos na Nota Fiscal Paulista?

Felizmente, não! O sistema deste programa é bastante seguro e ninguém consegue pegar os créditos que você tem. Sem contar que as transferências são feitas para a conta corrente ou conta poupança que estão no seu nome ou para o pagamento do IPVA do seu carro.

Mesmo assim, se desconfiar de algum desvio de dinheiro, vá atrás do histórico dos resgates feitos no site. Clique no menu “Consultar” e escolha a opção “Transferências”. Lá estarão as datas e os horários de todos os resgates de dinheiro, e em qual conta cada valor foi depositado. Em último caso, entre em contato na central de atendimento da Nota Fiscal Paulista no 0800-170110 e avise que você desconfia de uma fraude.

3. Se eu me cadastrar, a Receita Federal vai rastrear meus dados da Nota Fiscal Paulista?

Não. Isso porque a Nota Fiscal Paulista faz parte do programa da Receita Estadual e não Federal – que fiscaliza a declaração de Imposto de Renda. Portanto, o programa não foi criado para cruzar esses dados.

Precisa de dinheiro para abrir o seu negócio? Solicite um refinanciamento de imóvel

4. Quanto mais cara a minha compra, mais dinheiro eu recebo na Nota Fiscal Paulista?

Também não. O cálculo do crédito pode ser proporcional ao valor da compra, mas nem todos os produtos viram créditos.

5. É perigoso falar meu CPF em qualquer loja?

Não, mas é sempre bom ter cuidado e ser discreto na hora de falar seu CPF ou digitá-lo na maquina. Se preferir, dá para imprimir o cartão da Nota Fiscal Paulista com o número do seu CPF e apresentá-lo nas lojas quando quiser a notinha.

6. Só recebe os créditos quem for cadastrado na Nota Fiscal Paulista?

Sim! Mas lembre que, a partir do momento em que você pede o seu CPF, já está participando do programa. E para resgatar esses créditos é necessário fazer um cadastro no site.

7. Nota Paulista e Nota Paulistana são a mesma coisa?

Muita gente confunde, mas esses programas são diferentes. Enquanto a Nota Fiscal Paulista dá crédito nas compras em comércio, a Nota Fiscal Paulista considera somente os pagamentos de serviços, como estacionamento, escola e cabeleireiro. Os dois programas têm sorteios em dinheiro, então, vale ficar de olho neles!.

 

Deixe um comentário