Militante tucano fez a montagem em que Lula pede votos para Marina - BR Acontece

Militante tucano fez a montagem em que Lula pede votos para Marina

BR ACONTECE
Amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR. Email:

Leandro Lima do Nascimento, blogueiro filiado ao PSDB de Mato Grosso, admite ter sido o responsável pela montagem, mas afirma não ter tido intenções eleitorais com ela. “É pela piada, pela brincadeira”, destacou

Motivo de desentendimento entre as campanhas de Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB), a montagem feita em vídeo em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece declarando apoio à candidata pessebista tem como autor um blogueiro filiado ao PSDB.

Leandro Lima do Nascimento, 26, admite ter sido o responsável pela montagem, mas afirma não ter tido intenções eleitorais com ela. Segundo ele, seu site é humorístico e isso está claro em várias mensagens na página.

Postado no YouTube na noite de quarta-feira, 27, o vídeo veio à tona no dia seguinte e é uma edição feita a partir de peça publicitária da candidata ao Senado Marina Sant’Anna (PT-GO).

Lula aparece dizendo: “Eu conheço a Marina há mais de 30 anos. Por isso, tenho certeza de que ela é hoje a candidata mais preparada para ajudar a combater as desigualdades sociais”. No original, o trecho termina com “em Goiás” – palavras suprimidas na montagem.
“Zoeira”
“Vi o vídeo da candidata a senadora Marina e vi a oportunidade de fazer uma piada”, diz Nascimento, que é natural de Porto Alegre do Norte (MT), mas mora em Goiânia. “É pela piada, pela brincadeira. Como se diz na Internet, pela zoeira.” Questionado pela reportagem sobre sua filiação partidária, o blogueiro a princípio negou fazer parte de qualquer sigla. Entretanto, os registros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostram Nascimento como integrante do diretório mato-grossense do PSDB.
Confrontado com a informação, Nascimento disse: “Já fui filiado a partido, mas hoje não estou filiado”. “Acredito que na política partidária brasileira tanto faz quem ganhar que é a mesma coisa.”

Após a repercussão do vídeo falso, tanto a campanha de Dilma como a de Marina defenderam inquérito para apurar a autoria da peça. A montagem já foi retirada do ar pelo Google, controlador do YouTube, a pedido da coligação liderada pelo PT.

Os petistas também entraram com ação no TSE por propaganda eleitoral irregular e pediram que o MPE (Ministério Público Eleitoral) investigue o caso. Em nota, o PSB definiu o vídeo como “tosco e fraudulento” e afirmou que recorreria às mesmas instituições para descobrir o autor.

A ofensiva ocorre no momento em que as pesquisas de intenções de votos mostram a vitória de Marina no segundo turno das eleições em um eventual confronto com Dilma. A candidata do PSB está em segundo lugar na disputa, segundo as pesquisas, abrindo mais de seis pontos percentuais em relação ao candidato Aécio Neves (PSDB). Dilma permanece em primeiro lugar. (Folhapress)

Deixe um comentário