Manifestantes tenta colocar fogo em sede do PMDB com pessoas dentro - BR Acontece

Manifestantes tenta colocar fogo em sede do PMDB com pessoas dentro

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

De acordo com diretório do PMDB, manifestantes gritavam contra partido de Temer.

Manifestantes tentam atear fogo na sede do PMDB

Manifestantes tentam atear fogo na sede do PMDB

Na noite desta sexta-feira, 13,manifestantes pró-Dilma tentaram colocar fogo da sede do PMDB, em Goiânia. Imagens que foram parar na internet exibem o grupo em frente ao prédio de um dos diretórios da legenda do presidente em exercício Michel Temer. Segundo a assessoria do partido, no momento do atentado, dez pessoas participavam de uma reunião. Elas se assustaram quando começaram a ouvir estouros e gritos. Além disso, um forte cheiro de fumaça rapidamente adentrou ao local. De acordo com informações do G1 em matéria publicada neste sábado, 14, no protesto, os manifestantes acabaram esquecendo cartazes favoráveis a volta de Dilma Rousseff. A prova acabou sendo deixada na caçada.

Em entrevista ao G1, o deputado estadual Bruno Peixoto começou sobre o ataque que a sede do PMDB em Goiânia sofreu. Ele deu números dos manifestantes, que seriam cerca de 20 pessoas, que aproveitaram uma reunião sobre as eleições municipais para gritar do lado de fora da construção contra Michel Temer e a legenda, chamada de “golpista”.

Quem estava no local, de acordo com Bruno, acabou começando a ouvir estouros de bomba. Os peemedebistas também sentiram cheiro forte de gasolina. Com medo do que poderia estar acontecendo, eles tentaram sair, mas viram na entrada do prédio o grupo pró-Dilma tentando colocar fogo no diretório e jogando artefatos explosivos (bombas) dentro da garagem.

O atentado, de acordo com o G1, aconteceu por volta das nove horas da noite. Rojões e tinta também foram jogados dentro do diretório. Já na garagem, o grupo jogou gasolina pelo chão. Segundo o deputado estadual, eleito pela mesma legenda de Michel Temer, um boletim de ocorrência seria feito. A polícia deve apurar o caso e tentar identificar os suspeitos no ato considerado criminoso.

“Todos ficaram assustados, porque se o prédio pegasse fogo não tinha como sair, só temos a entrada da frente”, explicou ele sobre o temor da possibilidade do grupo ter morrido queimado vivo. A polícia civil informou ao G1 que um registro sobre o caso ainda não foi feito e que a apuração do crime só acontece depois da queixa.

Deixe um comentário