Mãe espanca filha como castigo e mostra ao vivo pelo Facebook

Mãe espanca filha como castigo e mostra ao vivo pelo Facebook

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

Mae espanca filha

Mãe espanca filha inconformada com as fotos sensuais postada pela filha no Facebook, deu uma surra na filha ao vivo transmitida pela rede social.

Em frente a 4 mil pessoas conectadas ao vivo, em especial os amigos da jovem Nia Green, de anos, a adolescente apanhava com tapas, socos e golpes com um pedaço de madeira aplicados pela mãe, identificada como Shanavia Miller. O vídeo foi transmitido na página pessoal da garota, pelo celular, em julho de 2016, depois da Senhora Miller verificar postagens da filha, em companhia do namorado em poses sensuais em fotografias e vídeos, inclusive usando apenas uma toalha de banho, no interior da casa onde vivem as duas. A mulher teria perdido a cabeça ao saber que a filha já era sexualmente ativa e que o fato era de conhecimento público. O caso ocorreu no distrito de Savannah, na Geórgia (EUA).

Mãe espanca filha ao vivo no Facebook. Assista o vídeo aqui

Garota é espancada pela mãe por postar fotos sensuais no Facebook

De acordo com a publicação do jornal “The New York Daily News”, Shanavia Miller invadiu o perfil da filha, Nia Green, de 16 anos e começou a transmitir em tempo real pelo Facebook a surra que aplicava na filha como forma de castigo por causa das fotos sensuais que a jovem fez e compartilhou na rede social.

No vídeo a mãe da garota pede que o vídeo se viralize na internet. “Essa página é minha agora. Agora, eu preciso que vocês façam isso ser viral. Por favor, compartilhem!”

A transmissão gerou uma onda de discussão online sobre as possíveis justificativas da mãe em realizar o que muitos consideraram como “apenas um castigo”, bem como da necessidade de queixas criminais por abuso infantil num caso do gênero. De acordo com o Inquisitr, policiais foram até a casa da família e a jovem alegou não sentir-se insegura dentro de casa e já ter se entendido com a mãe. Apesar de nenhuma queixa ter sido prestada, a polícia formalizou denúncia junto à Assistência Social da Geórgia, que deve lidar com o caso.

Deixe um comentário