Greve de ônibus que afeta mais de um milhão de passageiros em São Paulo - BR Acontece

Greve de ônibus que afeta mais de um milhão de passageiros em São Paulo

BR ACONTECE
Amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR. Email:
Terminal Lapa, na zona oeste (foto), e Capelinha, na zona sul, estão parados na manhã desta quarta-feiraNelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Mais de um milhão de passageiros são prejudicados pela greve de motoristas e cobradores de ônibus, na manhã desta quarta-feira (21), de acordo com dados levantados nas empresas. A SPTrans (São Paulo Transporte) ainda não passou o número oficial de passageiros prejudicados. As zonas norte, noroeste, parte da zona oeste e parte da zona sul são as mais afetadas pela paralisação, segundo a SPTrans. O rodízio municipal de veículos está mantido, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).  
A SPTrans informou que 12 garagens de ônibus foram fechadas pelos grevistas. Além disso, dos 28 terminais da cidade, Lapa, na zona oeste, e Capelinha, na zona sul, também estão fechados. Os terminais Parque Dom Pedro, no centro, e Barra Funda, na zona oeste, funcionam parcialmente. Já nos terminais Princesa Isabel, no centro, Casa Verde, Vila Nova Cachoeirinha, Santana e Pirituba, na zona norte, Jardim Britânia, na zona oeste, e Sacomã, na zona sul, estão vazios porque os ônibus não conseguem chegar até eles.   
Na zona leste, os ônibus circulam normalmente, segundo a SPTrans. A população também encontra ônibus na zona sul, onde apenas uma garagem parou, a Vip Transportes.    
Na Viação Sambaíba, na zona norte, três garagens estão totalmente fechadas. A empresa opera em 115 linhas com 1.250 ônibus e transporta 780.000 passageiros por dia e 18.637.506 passageiros por mês. A garagem três, localizada na avenida João Simão de Castro, 1.800, no Tremembé, já liberou 30 coletivos para atender à população.  
Na Viação Gato Preto, os ônibus da garagem localizada na Vila Jaguaré, se preparam para atender à população. Lá são 56 coletivos que fazem algumas linhas da região norte e oeste. Na garagem localizada na Vila Piauí, a paralisação continua. A empresa atende a cerca de 270 mil pessoas por dia.   
Na Viação Santa Brígida, que atende parte da zona oeste e norte, está com a atividade paralisada desde o início da manhã desta quarta-feira (21). A viação atende a 78 linhas e opera com uma frota de 830 ônibus. Segundo a assessoria de imprensa, 425 mil pessoas são transportadas por dia pela empresa.   
Grande SP
Cerca de 260 ônibus municipais e intermunicipais da Viação Osasco, que atende a cerca de 100 mil passageiros de Carapicuíba e Osasco, na Grande São Paulo, não estão circulando nesta manhã. De acordo com funcionário da viação, apenas a garagem da filial está paralisada. Os motoristas da empresa estão na garagem, porém pretendem fazer uma manifestação no largo de Osasco.
Devido a ameaça de vandalismo e depredação dos ônibus das três linhas que abastecem a região da Raposo Tavares, os ônibus começaram a ser recolhidos na Vila Menck, por volta das 8h30. A viação Pirajussara, que tem a garagem localizada em Taboão da Serra, foi fechada no começo da manhã pelos próprios motoristas.
Fonte: R7

Deixe um comentário