Gatonet já é a terceira maior operadora do Brasil, veja dicas e riscos - BR Acontece

Gatonet já é a terceira maior operadora do Brasil, veja dicas e riscos

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

Veja dicas, riscos e consequências da TV Pirata “Gatonet”

A indústria da Pirataria segue em todo vapor, cresce assustodaramente, imprensa e orgãos fiscalizadores fazem vista grossa, veja um apanhado de dicas e problemas que podem acarretar.

PRIMEIRAMENTE PEDIREI NESSE POST ESPECIAL ALGUMAS COISAS:
 freesky-400x300
  1. Você, que possui sua “NET GATO”, AZBOX, AZAMERICA, TOCOMSAT, I-BOX, SKYFREE ou seja lá o que for de aparelho de receptação de TV pirata em casa, que leia até o fim;
  2. Você, que como a (ainda) maioria da população que tem TV por assinatura, e que paga a salgada mensalidade todo o mês,  e que trabalho para isso, que leia se tiver interesse em saber como as coisas funcionam;
  3. Você que caiu aqui de paraquedas, procurando por: assistir tv de graça, azbox tv pirata, via embratel de graça, cs sky, tv sem mensalidade, tv pirata, comprar azbox, card sharing, i-box preço,          azbox smart, dongle, azamerica comprar, ver tv online de graça, tv por assinatura de graça, claro tv duas antenas, canais HD CS sky, sky cs hd, nagra 3 quabrado, e mais um milhão de buscas que são feitas a cada minuto no Google nesse sentido… Vá embora, não achará o que quer por aqui e ficará triste com o blog; 
  4. Você que apenas quer se informar mas tem preguiça de ler algo tão extenso, vou destacar em negrito os temas principais. Faça leitura dinâmica se for preciso, mas gostaria de saber A SUA OPINIÃO SOBRE O TEMA. Comente, nem que seja anonimamente.
  • Ver TV por assinatura de graça, seria uma forma de protesto?
DE JEITO NENHUM. Pirataria é levar vantagem. É não ter que desembolsar um valor e usufluir de um serviço ou mercadoria, como se pago tivesse. Sempre foi e SEMPRE vai ser esse o objetivo e uso prático. Ela existe em todos os países do  mundo, em maior ou menor número, variando apenas de acordo com o nível de EDUCAÇÃO da população. Não é o preço do produto ser alto ou baixo que determina se a pirataria existirá ou não, apenas o sentimento de fazer o certo ou o errado, o legal ou o ilegal. No decorrer do post demonstrei passo a passo o porquê de tal prática não ajudar nada nem ninguém, apenas os “malandros”, vendedores, instaladores e usuários.
  • Ver tv de graça, é ilegal?
Alguém dúvida ainda disso? Sério mesmo?
CASO 1: se uma empresa gigante, milionária, que cobra um alto preço por seus produtos ou serviços, como por exemplo, a Kopenhagem, tradicional fábrica de chocolates brasileira. Se ela demonstrar uma falha em seu sistema de segurança, permitindo que pessoas entrem na fábrica e comam o chocolate (não precisa nem vende-lo depois).
O pessoal que comer o chocolate, estará praticando um crime?
Minha nossa se está. Furto, invasão de domicilio, furto qualificado… e mais alguns que deixaram um promotor de justiça feliz da vida em denunciar. O que temos no caso inventado a cima de semelhante com a pirataria na tv? Claro que é! Vejamos o que temos:
– Um produto caro destinado a uma parcela da população;
– Uma falha na segurança facilitando a invasão;
– O direito de todos bom brasileiro de ter um produto de qualidade a disposição, que graças aos baixos salários e altos impostos, limita o acesso apenas as classes mais altas.
– Empresa grande, faturamento elevado;
Entre uma infinidade de semelhanças. O “malandro” mais exaltado deverá estar gritando em sua casa nesse momento: Mas tv é acesso à cultura! É garantido constitucionalmente. O chocolate não tem nada ver! Sim, tem a ver.  Para o Estado, o conteúdo disponibilizado na TV aberta e no rádio, gratuito, é de qualidade e fornece acesso a cultura, dos mais variados segmentos. Pois bem, aqui já tiramos das operadoras a responsabilidade em distribuir conteúdo para todos. Ninguém nunca disse que esse era o objetivo dela existir. A TV por assinatura é destinada A QUEM PODE PAGAR, da mesma forma que os carros de luxo, enciclopédias, chocolates belgas, filmes, softwares… que apesarem de ter a carga tributária diminuída para ajudar no acesso de classes menos favorecidas, sempre serão destinados a quem pode pagar.
  • Operadoras mais pirateadas
Claro TV, Sky, Net, Oi TV, GVT, Vivo, mais ou menos nesta ordem
  • O capitalismo sendo desvirtuado
A onda da distribuição de riquezas e diminuição de desigualdades se espalhou pelo mundo. O Brasil nos últimos anos abraçou tal objetivo com toda a sua força. Isso é no mínimo louvável. Acabar com a pobreza e promover a elavação social é um fator primordial para melhorar o país como um todo.
O problema aqui é quem acha que pode PULAR tal lógica capitalista, e utilizando da esperteza, fraudes, obter vantagens ilícitas. Conhecem essa conduta? É o famoso 171, estelionato. Puro e simples. Quem disse que não era crime? Não tem tipo penal prevendo a conduta de furtas o sinal vindo dos cabos de televisão ou dos satélites? Pois tem. O Código Penal pode ser interpretado de acordo com a vantagem obtida indevidamente.
Quem vende, instala e usa tais aparelhos, está sim cometendo crime. É dificil de ser pego? Não tem cadeia para todo mundo? Com certeza meu amigo! O Brasil tem muitos problemas. Então vamos todos combinar de cometer crimes juntos, dos mais variados. Não haverá julgamento, juízes, penitenciárias suficientes. Realmente, e não haverá mais nada também. Nem ordem, nem lógica, nem sonhos. Nada. Nem TV por assinatura.
  • O problema na prática:
As operadoras cobram muito caro pelos pacotes? Depende. Para quem ganham 20 mil reais por mês o pacote full com 4 pontos adicionais da SKY deve custar em torno de 400 reais por mês, no máximo. Não representa quase nada. Quantos brasileiros estão nessa faixa de renda? Não muitos, poucos na verdade. Mas vejam: o pacote de 400 reais é a única opção? Não. Existem operadoras com pacotes à partir de 30 reais mensais, variando em uma média de 80 à 120 reais. Já é algo muito mais palpável para famílias com renda acima dos 1000 reais por mês. Não oferece as melhores opções em canais, mas já triplica o número de opções, o que pode ser considerado algo muito proveitoso.
A gana de querem sempre o melhor, querer mais, leva muitas pessoas, que mesmo em condições de pagar pela assinatura, à recorrerem aos métodos ilegais. Aqui vemos porque ainda existem a cadeias, o Código Penal e todo esse sistema: a pessoa usa um receptor pirata porque não tem medo de ser presa. Se roubar uma Ferrari só porque ela é TOP de linha não tivesse consequências na liberdade das pessoas, minha nossa… viveríamos em uma barbárie.
  • Você acha mesmo que está fazendo o certo?
Você que tem um receptor pirata, com todos os canais liberados, 15 antenas em cima do telhado. Você acha mesmo que o que está fazendo traz benefício para alguém, fora você mesmo? Se você pudesse teria água, telefone, luz, não pagaria nenhum imposto, furtaria as mercadorias do mercado, não pagaria a mensalidade da melhor escola da cidade para seus filhos estudarem? Faria um empréstimo que nunca pagaria para ter o melhor carro que existe? Se você faz tudo isso, ou parte disso, ou pensar em fazer um dia meu amigo… saiba que algo está muito errado na sua vida. Por favor, pare de criticar os políticos corruptos. Para de achar que os traficantes fazem mal para a sociedade. Pois você conseguiu, se tornou um deles!
  • Quem paga o preço?
Obviamente que não são as operadoras. Elas não vão baixar os preços. Elas vão aumenta-los. Toda empresa que preze sua existência fará isso. Grandes lojas de departamento imbutem nos produtos vendidos toda a margem que acaba sendo furtado por malandrões. Quem paga o preço é quem trabalha para pagar de 50 a 300 reias na mensalidade da televisão. Paga a conta dele, do vizinho com o gato, e de uma rede orgazinada que fatura milhões vendendo receptores de televisão supostamente FTA. O preço cobrada pela Nagravision e outras empresas de codificação, só aumenta de acordo com a habilidade dos hackers em dribla-los; O serviço cai de qualidade: a GVT usa um sistema que precisa de comunicação via internet, tudo para garantir que o cartão não seja “repartido”, o que chama-se no ramo ilegal de “CS”, OU CARD SHARING.
Vou deixar a parte técnica da pirataria para um próximo post. Irei explicar como tudo funciona na prática e trazer o resultado de uma pesquisa de looongo tempo que venho realizando.

Deixe um comentário