Explosões e ataque com arma automática em Paris deixam 40 mortos - BR Acontece

Explosões e ataque com arma automática em Paris deixam 40 mortos

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

Múltiplos atentados em Paris terão provocado pelo menos 40 mortos

201511132047041986_RTS 201511141332334758_AFP ataque-paris38 FRANCE-SHOOTING_-G6T2FH2DU.1

Primeiros tiros aconteceram junto ao Stade de France, onde estão a jogar a França e a Alemanha. Mas houve também explosões e tiroteios em pelo menos mais dois locais. Quase uma dezena de atiradores.

 

Várias explosões foram registadas hoje (13) perto do Estádio de França, em Paris, além de tiroteios em restaurantes e bares da capital. Um balanço inicial da polícia fala em 40 mortos. O presidente francês, François Hollande, foi retirado do estádio por medida de segurança.

Um homem com uma arma automática teria invadido um restaurante no 10º arrondissement de Paris e matado vários pessoas. Segundo jornal “Libération”, ao menos quatro corpos já haviam sido flagrados por testemunhas no restaurante de culinária cambojiana. A área fica próxima à Praça da República, centro de grande concentração de pessoas. Segundo testemunhas, os agressores fugiram e pessoas são retiradas às pressas do local.

Um segundo tirou aconteceu minutos depois no 9º arrodissement, no boulevard Voltaire. Dois homens armados entraram em um bar e abriram fogo contra os clientes. Testemunhas falam em cinco atiradores.

Relatos de um terceiro tiroteio circulam entre a imprensa, mas ainda nada foi confirmado. Segundo a emissora CNN, 60 pessoas são feitas reféns em um teatro na cidade.

Pela manhã, a polícia registrou uma ameaça de bomba contra o hotel da seleção alemã que forçou a retirada de todos os hóspedes. Nenhum explosivo foi encontrado.

Charlie Hebdo

No início do ano, a França foi alvo de um horrível ataque terrorista na sede do jornal satírico “Charlie Hebdo”. A sede em Paris foi atacada no dia 7 de janeiro pelos irmãos Chérif e Said Kouachi, dois jihadistas franceses, que mataram 12 pessoas, incluindo cinco caricaturistas, entre eles o diretor do jornal Stéphane Charbonnier. Os irmãos Kouachi morreram durante uma ação policial na cidade onde estavam escondidos, Dammartin-en-Goële.

Vídeo mostra momentos de desespero durante os ataques:

Vídeo mostra desespero durante ataques e explosões em Paris

Deixe um comentário