Confira 7 motivos mostram por que a Copa no Brasil é um sucesso saiba. - BR Acontece

Confira 7 motivos mostram por que a Copa no Brasil é um sucesso saiba.

BR ACONTECE
Amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR. Email:
Se a preparação para a Copa foi cara, repleta de suspeitas de corrupção e desrespeito a leis, dentro de campo a competição está sensacional. A ponto de muitos já a classificarem como uma das melhores dos últimos tempos. Abaixo, alguns motivos que dão força a essa percepção:

1. Gols: sim! E poucos empates

Não basta uma Copa organizada, segura e de estádios lotados: o show é em campo. E ele está acontecendo. É uma marca deste Mundial o grande número de gols e basta ver a média da primeira rodada, a melhor desde 1958. Até o momento são 3,06 gols por partida – um total de 49 tentos em 16 jogos, o que ainda corresponde a um gol a cada 31 minutos de bola rolando. Nada mal! Além disso, o primeiro empate demorou para acontecer. Foram 12 partidas até Irã e Nigéria se encontrarem e ficarem no 0 a 0 – resultado repetido pelo Brasil contra o México já na segunda rodada. Em seguida, Coreia do Sul e Rússia ficaram em um emocionante 1 a 1.

2. E as viradas…!?

Sair atrás no placar está longe de significar derrota nessa Copa. As viradas adicionaram emoção ao torneio.  Nos quatro primeiros dias, o recorde de viradas em Mundiais foi batido, com cinco nos dez primeiros jogos. Brasil, Holanda, Costa do Marfim, Suíça, Costa Rica e depois Bélgica venceram dessa maneira.
3. Estrelas estão sendo estrelas
Esperava-se muito dos jogadores mais famosos do futebol mundial nesta chegada à Copa. E, se ainda não é possível destacar apenas um deles, quase todos conseguiram bons feitos em seus jogos de estreia. Neymar marcou duas vezes e foi o melhor do Brasil no jogo contra o México. Balotelli deixou o seu contra a Inglaterra. Messi após 8 anos voltou a anotar em Copas. Robben e Van Persie brilharam na goleada contra a Espanha, Müller fez três para Alemanha na goleada sobre Portugal, Benzema mais dois para a França. Apenas Cristiano Ronaldo decepcionou.

4. A torcida – nossa e deles

Uma das coisas mais bonitas do Mundial está no jeito que o povo brasileiro abraçou o evento, pintando as ruas, apoiando a seleção brasileira e até outras equipes, ainda que tenha demorado para acontecer o estalo que abriu a festa. Some-se a isso o show dos torcedores latino-americanos nos estádios. Parece que eles estão jogando sempre em casa.
Além da festa brasileira, a invasão de gringos é outro ponto que surpreendeu pela intensidade em que aconteceu. Os argentinos pintaram o Rio de Janeiro de branco e azul e ocuparam grande parte do Maracanã – apesar de alguns problemas com a polícia. Em São Paulo, o bairro boêmio Vila Madalena encara noites e mais noites de baladas, com ruas fechadas pela multidão. Em Manaus, os beberrões ingleses chocam com histórias hilárias. E os estádios recebem centenas de malucões. Até o momento, o número impressiona: 90 mil turistas estrangeiros estiveram no Rio de Janeiro, 79 mil em Brasília, 65 mil em Fortaleza, 63 mil em São Paulo, 62 mil em Belo Horizonte e 27 mil em Cuiabá.
5. Jogadores gringos curtindo o Brasil
Paraíso para os turistas, o Brasil está sendo um bom anfitrião para a maioria dos jogadores estrangeiros por aqui. Que o digam os croatas, que foram para a piscina nus em um hotel na Bahia – e o hotel sequer estava fechado só para eles. A Holanda fez diversos passeios pelo Rio, como indo a praias e ao Cristo Redentor, e os alemães até conheceram índios. Ingleses chegaram a participar de uma roda de capoeira no Rio de Janeiro e italianos liberaram a entrada de crianças em treinos fechados.

Vai ter Copa. E os gringos vão curtir muito. Podolski e Özil posam para foto com integrante do grupo de dança indígena, que fez apresentação especial para a seleção alemã nesta segunda-feiraREUTERS/Markus Gilliar/Pool

6. As zoeiras da internet

Esta é a Copa dos Memes. A zoeira não acaba nunca na internet e, a cada partida, uma nova vítima é feita. De Marcelo, ironizado pelo gol contra na abertura, ao peixinho de Van Persie inspirando fotos no Twitter, passamos também pelos erros de arbitragem e a nova tecnologia que ajuda os árbitros a validarem gols. E, claro, a Espanha sofreu demais com sua derrota de goleada para a Holanda.
7. O que dá errado pouco atrapalha
A Copa teve e tem problemas, todos sabem. Mas mesmo o que não dá certo, pouco atrapalha o andamento dos jogos. Intensos principalmente no dia da abertura, os protestos continuam e tiveram até jornalistas estrangeiras machucadas e um quiosque da TV Globo quebrado em Copacabana. Natal teve problemas com as chuvas e com seu estádio, mas conseguiu se manter como sede. Já o Beira Rio falhou e deixou França e Honduras sem os hinos serem executados.
Alguns estádios ainda têm problemas, como falta de comida, longas filas perto do início dos jogos e locomoção complicada. Mas nada que atrapalhe de forma contundente a imensa festa que está sendo feita nas arquibancadas. 
Fonte UOL 

Deixe um comentário