Antônia Fontenelle posa grávida, nua aos 42 anos no Dia das Mães - BR Acontece

Antônia Fontenelle posa grávida, nua aos 42 anos no Dia das Mães

BR Acontece
Criador do site BR Acontece, amante da internet, tv, plataformas blogger e WordPress. Vivo conectado em um mundo chamado notícias online, sempre atualizando o site BR.

‘Os 40 anos são os novos 20 e eu estou muito satisfeita com meu corpo’, diz a atriz, de 42 anos, que está no sétimo mês de gestação de seu segundo filho.

gd (1)

Antônia Fontenelle é uma mulher decidida e que gosta de viver intensamente. Aos 42 anos, a atriz e apresentadora admite que não planejava engravidar do DJ Jonathan Costa, de 22, com quem casou há cinco meses. “Foi um acidente bom. É que, 20 anos depois de ter meu primeiro filho, juro que não esperava mesmo engravidar. Mas tudo bem. Vejo a gravidez como uma bênção. Nunca e jamais pensei em abortar. Acho que tudo na vida tem um porquê. Estou feliz”, diz.

Confiante, ela não esconde de ninguém sua segurança com o corpo e com os três quilos que ganhou até agora, no sétimo mês de gestação. “Hoje tenho certeza absoluta que os 40 anos são os novos 20 e eu estou muito satisfeita com meu corpo. As meninas de 18 estão bem caídas. Muitas delas se drogando e bebendo até cair. Boa parte não se cuida e perdeu a feminilidade”, decreta Antônia, que topou participar do ensaio de moda do EGO para o Dia das Mães 2016 sem roupa e sem Photoshop. “Não preciso de retoque e não devo nada a ninguém!”.

A loira faz questão de deixar claro que vai fechar a fábrica após o nascimento de Salvatore, que deve acontecer em julho. “Nunca disse não para nada. A única coisa que disse ‘não’ era para ter filhos e hoje estou grávida. Mas penso em lacrar tudo que é buraco (risos). Vou ligar as trompas após o parto.

Jonathan está pensando em fazer o mesmo, mas já falei para ele não fazer. Ele só tem 22 anos, e eu já me casei quatro vezes. A gente não sabe o que Deus nos reserva no futuro”, afirma ela, que na reta final da gravidez vai começar a rodar um filme no qual vive uma grávida serial killer. Confira principais trechos da entrevista!

Gravidez após os 40 anos

Mãe de Samuel, de 20 anos, Antônia confessa que ficou com medo no primeiro momento. “Fui mãe e pai sozinha do meu primeiro filho. Não é fácil, e a tarefa mais difícil é educar. Quando me separei do Fernando (o primeiro marido), meu filho tinha 9 meses. Sacrifiquei minha carreira, mas não me arrependo de nada. E desta vez, ao engravidar, fiquei assustada e lembrei da primeira gravidez. Naquela época, enjoei do primeiro dia até o nono mês, tive depressão pós-parto e sofri demais. Foi um momento conturbado, era muito nova e não tinha dinheiro para nada. Tinha muito medo de passar por isso tudo de novo. Mas agora tem sido tudo bem diferente. Só tive muito sono nos primeiros três meses e Salvatore terá o pai ao lado”, comemora a atriz.

Além de comandar o programa “Na Lata”, exibido na internet, Antônia viaja toda segunda-feira para São Paulo, para gravar entrevistas. “Estou me sentindo muito bem e não tive nenhuma complicação. Pretendo trabalhar até onde der”, conta ela, que deixou de ir à academia. “Só volto a malhar depois do nascimento do bebê. Sempre fui magra e só ganhei barriga. Não fiz dieta e me dei ao luxo de comer de tudo. Voltei com glúten e lactose. Não tive desejo exótico, só vontade de comer muito fast food”. Prática, ela fala sobre parto e amamentação: “Não vai ser normal porque não tenho passagem. Vou dar leite até quando conseguir e não sei quanto tempo vou ficar de licença-maternidade. Isso não tem regra, né?”.

Libido na gestação

Antônia diz que a libido acabou mudando, sim, na gravidez. “Diminuiu, mas minhas amigas disseram que a partir do sétimo mês é que o bicho pega. Um amigo do Jonathan, que acabou de ser pai, já avisou e alertou para ele se preparar porque é nessa fase que dá umas vontades incríveis e nas horas mais loucas. Dá até medo de ter aquele tesão na hora errada. Mas não tem problema, ele vai resolver o trampo (risos). Ele sempre dá conta”, derrete-se a apresentadora.

Sem problemas com a sogra

Amiga da sogra, Verônica Costa, Antônia lembra que sempre admirou a “mãe loira”, como ela ficou famosa. “Já conhecia ela como mulher e profissional, de tirar crianças do caminho das drogas ou do tráfico e dar oportunidade e uma carreira como MC. Ela e o Rômulo Costa criaram dois filhos com muito caráter. Não teria problema nenhum eles ajudarem na criação”. Aliás, Antônia mantém boa relação com todas suas ex-sogras.

Diferença de idade

Antônia não liga para críticas por conta da diferença de 21 anos entre ela e o marido. “O Jonathan tem 22 anos com uma cabeça boa de 50. É um homem íntegro, de caráter impecável, uma joia rara e um pai preocupado que trabalha muito para dar conta de tudo e se sustentar. Ele está na idade de curtir a vida e ficar com a mulher que quiser, mas não. É um cara que está preocupado com a casa e que está casado comigo porque quer. Não o sustento”, afirma ela, que lista alguns “embates” da juventude dele. “A energia dele é monstra. Ele chega do baile agitado e quer conversar ou ouvir música ou, quando vai ao mercado, compra um bando de bobagem. Mas lá em casa o conservador é ele e às vezes parece meu pai falando o que devo ou não fazer. Relacionamento não tem regra”.

Polêmicas na web

Como internet é terra de ninguém, Antônia confessa que costuma responder a alguns seguidores. “Nunca vou deixar de dar atenção aos meus fãs e seguidores. Mas às vezes aparecem comentários pesados e gratuitos. Onde é que está escrito que, por eu ser uma pessoa pública, não posso responder à altura? Não tenho que aturar isso, tem que ter respeito”, afirma. “As pessoas se doem de graça, e a minha vida não é um mar de rosas. Mas tem algumas pessoas que cismam comigo”. Após ver seu nome envolvido em polêmica com as ex-BBBs Munik e Cacau, ela abre o verbo: “Não comentei nada sobre essas moças até porque não vejo o programa. Mas as pessoas se recusam a acreditar”, explica.

‘Sou da paz’

A atriz diz que não gosta de brigas e que tenta sempre resolver as divergências com uma boa conversa. “Nunca fechei portas onde trabalhei e nem me desentendi com um colega. Não faço inimigos, os poucos que tenho foram eles que quiseram brigar comigo. Sou da paz e tento unir todo mundo. Quando conheci o Jonathan, ele não falava com a ex-mulher (Vanessa Tauli, mãe da filha dele, Maithê). Fui tentar entender o que estava acontecendo, e vi que só era ruído de conversa. Hoje todo mundo é amigo. Fiz isso com as filhas do Marcos (Paulo) e meu próximo passo é fazer com Rômulo e a Verônica. Sou assim, gosto de tudo bem resolvido e tenho a minha consciência tranquila. Opinião é igual a bunda, cada um tem a sua. Ninguém precisa aceitar”.

 

Deixe um comentário